sexta-feira, 26 de agosto de 2016

S. João Eudes, Apóstolo da devoção litúrgica aos sagrados Corações de Jesus e Maria


Compartilhou com Santa Maria Margarida Alacoque a honra de iniciar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e do Sagrado Coração de Maria, e, por este meio oferecido pelo próprio Céu, alcançou grande êxito no combate aos jansenistas e suas ligações profundas com a teologia protestante, especialmente o Calvinismo

S. João Eudes prestou imensos serviços à Igreja através da fundação de seminários e pelas missões que pregou em quase todas as províncias de França com um sucesso verdadeiramente milagroso.

Devoção aos sagrados Corações de Jesus e Maria como meio providencial contra a heresia jansenista

Compartilhou com Santa Maria Margarida Alacoque a honra de iniciar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus (foi ele quem compôs a Missa para o Sagrado Coração, em 1668) e do Sagrado Coração de Maria, popularizando as duas devoções e, por este meio, oferecido pelo próprio Céu, alcançando grande êxito no combate aos jansenistas que, em suas raízes, tinha ligações profundas com a teologia protestante, especialmente com o Calvinismo. Em seu rigorismo, consideravam Deus sem misericórdia, o que os levava a combaterem a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, que se apresenta justamente como a fonte de misericórdia. A heresia jansenista, inspirada no protestantismo, era contrária ao culto aos santos, e, principalmente, contra a devoção a Nossa Senhora. Muito parecidos com os liturgicistas modernistas atuais, eles se diziam cristocêntricos.

Sacerdote missionário

S. João Eudes nasceu em Ri, Normandia, França, em 14 de novembro de 1601, filho de um agricultor. Aos 14 anos entrou na faculdade jesuíta de Caen. Embora seus pais desejassem seu casamento, o jovem João ingressou-se na Congregação do Oratório da França em 1623. Estudou em Paris e em Aubervilliers, sendo ordenado sacerdote em 1625, trabalhando como voluntário ao cuidar das vítimas de pragas que atingiram a Normandia no período de 1625 a 1631. Durante a década seguinte abraçou com grande ardor a vida missionária, alcançando grande reputação como pregador e excelente confessor ao opor-se à heresia jansenista.


São João Eudes, C.J.M. – Presbítero, Pai, Doutor e Apóstolo do culto litúrgico do Sagrado Coração e Fundador da Congregação de Jesus e Maria

Seminários eficazes para a atualização do clero

Em seu zelo missionário interessou-se em ajudar mulheres caídas, e em 1641, com Madeleine Lamy, fundou um refúgio para elas em Caen, sob a direção das Visitandinas. Em 1643 renunciou os oratorianos e fundou a Congregação de Jesus e Maria (Eudistas) em Caen, composta por sacerdotes seculares não vinculados por votos, mas dedicados a atualização do clero, estabelecendo seminários eficazes e missões de pregação. Sua fundação foi rejeitada pelos oratorianos e pelos jansenistas, e ele não conseguiu obter a aprovação papal, mas em 1650, o Bispo de Coutances convidou-o para estabelecer um seminário em sua diocese. No mesmo ano, as irmãs em seu refúgio em Caen deixaram as Visitandinas e foram reconhecidas pelo Bispo de Bayeux como uma nova congregação sob o nome de Irmãs de Nossa Senhora da Caridade.
João fundou seminários em Lisieux em 1653 e Rouen em 1659 e teve sucesso em mais uma tentativa de garantir a aprovação papal de sua congregação, mas em 1666 as irmãs de Nossa Senhora da Caridade receberam a aprovação do Papa Alexandre III como um instituto para recuperar e cuidar de mulheres rebeldes arrependidas. João continuou suas missões e fundando novos seminários em Evreux em 1666 e Rennes em 1670.
O Papa S. Pio X definiu-o como “autor, pai, doutor, apóstolo, promotor e propagandista da devoção litúrgica aos sagrados Corações de Jesus e Maria”.
Foi canonizado em 1925. O dia de sua festa é 19 de agosto.

Oração de São João Eudes ao Coração de Jesus e Maria


Salve, Coração santíssimo,
Coração manso,
Coração humilde,
Salve, Coração puro,
Coração entregue
Coração sábio
Salve, Coração paciente,
Coração obediente
Coração vigilante ;
Salve, Coração fiel,
Coração feliz,
Coração misericordioso ;
Salve, Coração muito amoroso de Jesus e de Maria.
Nós te adoramos,
Nós te louvamos,
Nós te glorificamos,
Nós te damos graças,
Nós te amamos
de todo o nosso coração,
de toda a nossa alma,
com todas as nossas forças ;
Nós te oferecemos o nosso coração,
Nós o entregamos,
Nós o consagramos,
Nós o sacrificamos.
Aceita-o e possui-o totalmente ;
Purifica-o,
Ilumina-o,
Santifica-o,
Para que nele vivas e reines, agora, sempre e por toda a eternidade.
Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário