segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Catecismo Ilustrado - Parte 31 - 1º Mandamento (continuação): Adorar a um só Deus e amá-Lo sobre todas as coisas


Catecismo Ilustrado - Parte 31

Os Mandamentos

1º Mandamento (continuação): Adorar a um só Deus e amá-Lo sobre todas as coisas

1. Os principais pecados opostos à virtude da religião e ao culto devido a Deus são: A idolatria ou adoração aos ídolos, e impiedade ou irreligião, a superstição, o sacrilégio e todas as falsas religiões.

2. A idolatria consiste em dar às criaturas o culto supremo que só a Deus é devido.

3. Comete-se o pecado de impiedade ou irreligião quando se trata com desprezo ou indiferença os deveres do cristão, quando se profanam as coisas santas, e quando se mete a ridículo a religião e os seus ministros.

4. A superstição consiste em dar a Deus um culto que não Lhe é devido, ou vicioso por excesso. As principais superstições são três: a 1º é dar culto a Deus por coisas ridículas, em que Deus não pode ter glória; a 2º é considerar mau presságio por coisas que não têm conexão com o que tememos; a 3º querer adivinhar o Futuro observando certos sinais que não podem ter conexão com ele.

5. O sacrilégio é a profanação das coisas santificadas. Entendemos por coisas santificadas as que são especialmente consagradas a Deus; tais são: os templos, os vasos e ornamentos sagrados, os eclesiásticos, as virgens dedicadas a Deus, as coisas prometidas com votos; e outras semelhantes.

6. Há três espécies de sacrilégio: pessoal, local e real. Quando se ofende a santidade dos ministros de Jesus Cristo enquanto são consagrados a Deus, o sacrilégio é pessoal. O sacrilégio local é aquele com que se faz injúria a qualquer lugar sagrado com criminoso derramamento de sangue, com incêndio, com furto e com qualquer exercício profano. O sacrilégio real consiste na profanação ou violação de qualquer coisa sagrada.

7. As coisas sagradas profanam-se de três modos: 1º recebendo ou administrando os sacramentos em pecado mortal ou fazendo deles mau uso; 2º tratando sem reverência os vasos sagrados ou empregando-os para uso profano; 3º ultrajando as relíquias e imagens sagradas.
8. Na seguinte passagem do Evangelho vemos a Jesus expulsando os vendilhões do templo, porque cometiam um sacrilégio. Diz São João: “Estava próxima a Páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. Encontrou, no templo, vendedores de bois, ovelhas e pombas, e os cambistas sentados às suas mesas. Tendo feito um chicote de cordas, expulsou-os a todos do templo, e com eles as ovelhas e os bois, deitou por terra o dinheiro dos cambistas e derrubou as suas mesas. Aos que vendiam pombas disse: “Tirai isto daqui, não façais da casa de Meu Pai casa de comércio”. Então lembraram-se os Seus discípulos do que está escrito: “O zelo da Tua casa Me consome”.” (João II, 12-17)

Explicação da gravura

9. Exemplo de idolatria: adoração do bezerro de ouro. Subiu Moisés ao monte aonde Deus o chamou para dar-lhe a Lei. Aí ficou quarenta dias e quarenta noites; depois o Senhor deu-lhe as duas tábuas sobre as quais estavam gravados os mandamentos. Enquanto Moisés estava no monte o povo disse a Aarão: “Não sabemos o que é feito de Moisés; fazei-nos deuses como os dos Egípcios”. Para afastar o povo desta impiedade, Aarão disse: “Trazei-me os brincos de vossas mulheres e filhas”. Contra a sua expectativa, trouxeram-lhe todas as joias, e não ousando resistir, Aarão fundiu-as e formou um bezerro de ouro, ao qual os israelitas ofereceram sacrifícios, tocando e dançando à moda dos pagãos. Vendo isso Moisés, ao descer do monte, irou-se grandemente, e arremessou a terra as duas tábuas, as quebrou. Depois reduziu a pó o bezerro, e mandou os levitas matar quantos encontrassem adorando os ídolos.

10. Exemplo de sacrilégio na parte inferior esquerda. Vê-se Heliodoro, general do rei da Síria, que, querendo roubar o tesouro do templo de Jerusalém, foi atacado por um cavalheiro misterioso que o maltratou, aparecendo-lhe ao mesmo tempo dois anjos que o açoitaram fortemente e o deixaram meio morto.


11. Cometeu Saul um pecado de superstição quando foi consultar a feiticeira de Endor. Deus permitiu que lhe aparecesse Samuel, que lhe disse: “Amanhã morrerás na batalha”. Vê-se representado o fato na parte inferior direita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário