terça-feira, 13 de março de 2018

O Cristão deve mostrar por sua vida Virtuosa que tem Fé


"Para salvar-se não basta que se tenha por certo tudo o que ensina a fé, é preciso também conformar o nosso modo de viver aos preceitos da fé. Pico de Mirândola escreve: Certamente é uma grande loucura não querer crer no Evangelho, porém é ainda maior loucura crer no evangelho e viver como se não cresse nele (Ep. ad Nep.). Os incrédulos procedem em verdade mui desarrazoadamente, fechando os olhos para não verem o precipício para o qual se dirigem; porém muito maior é a insensatez dos fiéis que, percebendo o precipício, nele se lançam de olhos abertos. "Ó meus irmãos, exclama São Tiago (2,14), que adianta se alguém diz ter a fé, e não tem as obras? Talvez a fé só o poderá salvar?" Muitos cristãos creem que há um Deus justo, que os há de julgar; que um céu ou um inferno eterno os espera, e, contudo, vivem como se não houvesse nem um Deus, nem um juízo, nem um céu, nem um inferno. Muitos creem que o divino Salvador nasceu por seu amor, em um estábulo, que viveu (30 anos sem uma pobre casinha, adquirindo o sustento com o trabalho de suas mãos; e que, finalmente morreu em uma cruz, consumido de dores, e, apesar de tudo isso, não o amam; chegam mesmo a ofendê-lo com inúmeros pecados. A estes todos São Bernardo dirige a seguinte recomendação: (In Cant. 24,8): 'Mostrai por vossas obras que tendes fé.'


O Cristão deve mostrar por sua vida virtuosa que tem fé. Os pecadores que conhecem as verdades de fé, mas não vivem conforme seus preceitos, o muito que tem é uma fé mui fraca, pois se cressem firmemente que a graça de Deus é o sumo bem, e o pecado que no-la rouba, o sumo mal, mudariam necessariamente de vida. São Bernardo diz que quem confessa a Deus com sua boca e o nega com suas ações, consagra sua língua a Jesus Cristo e entrega a sua alma ao demônio. Segundo São Tiago (2,17) a fé que não se externa em obras é uma fé morta. Quando em um homem não se nota mais nenhuma ação vital: não se move mais, não respira, nesse caso não se lhe dá mais o nome de vivo, mas de morto. Da mesma forma deve ser considerada morta a fé que não produz mais obras da vida eterna."


Santo Afonso de Ligório - Escola de Perfeição Cristã.

Texto e Imagem tirado da Página: Uma Frase de Santo Afonso por dia.

http://floresdamodestia.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário