sexta-feira, 6 de abril de 2018

Catecismo Ilustrado - Parte 38 4º Mandamento de Deus: Honrar pai e mãe


Catecismo Ilustrado - Parte 38

Os Mandamentos

4º Mandamento de Deus (continuação): Honrar pai e mãe

1. Com a designação de “pai e mãe” entende-se ainda: 1º todos os superiores eclesiásticos; 2º as autoridades civis e magistrados; 3º os tutores, os patrões, os professores; 4º as pessoas idosas e as de conhecida virtude.

2. Este mandamento obriga-nos também a honrar todos os nossos parentes.

3. Para com os superiores eclesiásticos, estamos nós obrigados a amá-los, reverenciá-los, obedecer-lhes e ajudá-los no exercício do seu santo ministério.

4. Eis aqui o que está escrito dos Bispos e dos Presbíteros: “Que os sacerdotes que governam bem sejam duplamente honrados, principalmente os que trabalham pregando e instruindo”. Os Gálatas deram ao Apóstolo São Paulo tantas provas de estima e respeito que São Paulo diz deles: “Sim, afirmo que estavam os Gálatas prontos, se a coisa fosse possível, a tirar os olhos para nos dar”.

5. Devemos contribuir para o sustento do clero. São Paulo diz: “Qual é o soldado que faz a guerra à sua custa?” E no livro do Eclesiástico lê-se: “Honrai os sacerdotes, purificai-vos com as oblações oferecidas pelas vossas mãos, dai-lhes a parte de primícias e das vítimas expiatórias, como foi ordenado pela lei”.

6. O primeiro superior eclesiástico é o Papa, Vigário de Jesus Cristo na Terra. Os infiéis devem socorrê-Lo nas suas necessidades, principalmente agora; porque lhe tiraram injustamente os Estados Pontifícios, e não tem outros recursos senão as esmolas dos fiéis.

7. O dever principal para com os superiores eclesiásticos afim de os ajudar no seu santo ministério é a oração. Devemos pois rogar a Deus por eles, para que lhes dê as graças necessárias para tão santo e tão difícil ministério como é o de salvar as almas.

8. O quarto mandamento manda também honrar as autoridades civis, que são os reis, os presidentes e os seus representantes.
O Apóstolo São Paulo, na sua epístola aos Romanos, trata largamente daquele dever e diz também que devemos rezar por eles.
São Pedro diz: “Sede submissos, por amor de Deus, a todo o homem constituído em autoridade, seja o Rei, como chefe da nação, seja aos governadores ou juízes como seus representantes. Quando os honramos, a Deus honramos”.

9. Nunca é permitida a revolta contra a autoridade, porque: 1º Deus o proíbe; 2º a revolta é para a sociedade uma fonte de calamidades.

10. Nas eleições, devemos, em consciência, dar o nosso voto aos mais dignos, aos que respeitam a Deus, a religião, o direito e todas as liberdades razoáveis e cristãs.

11. Todo cristão deve amar a sua Pátria, trabalhar para o bem comum, e estar pronto a sacrificar a vida, se for preciso, para a salvação da Pátria.

12. Devemos obediência aos superiores em tudo o que não seja contrário à lei de Deus.

Explicação da gravura

13. Na parte superior à esquerda, vemos o Papa, cercado de Bispos e Sacerdotes, recebendo as homenagens dos reis, dos magistrados, dos soldados e do povo.

14. À direita, vê-se um rei, recebendo também estas homenagens dos seus súditos.

15. No meio da gravura, vê-se Rute trazendo à sua sogra pobre as espigas que recolheu para sustentá-la.

16. Na parte inferior esquerda, veem-se meninos e meninas na aula ouvindo com atenção e respeito as lições dos seus professores.


17. À direita, vê-se o tremendo castigo de 42 meninos que injuriaram o profeta Eliseu e foram comidos pelos ursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário